Notícias GTPS
27.11.2020

Varejo deve se tornar fonte de informação sobre sustentabilidade, defende vice do GTPS

Sete associados do GTPS participam de Summit do Estadão nesta semana

O vice-presidente do GTPS – Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável, Leonardo Lima, destacou a necessidade de se promover o incentivo à informação que chega ao consumidor referente ao tema sustentabilidade. Durante o Summit Agronegócio 2020, promovido pelo Estadão, o Diretor de Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dorados, maior franquia independente do McDonald’s no mundo, defendeu que o varejo deve se posicionar como fonte desse movimento de conscientização.

“A proposta do McDonald’s é de que nossos restaurantes se tornem pontos de conhecimento, tanto para os funcionários como para os consumidores. É preciso apresentar ao grande público os benefícios da sustentabilidade e a Arcos já caminha nessa direção com o seu programa de Desenvolvimento Sustentável” comentou Leonardo.

“Esse é um assunto que deve ser amplamente debatido. Precisamos criar uma agenda positiva para dar luz a projetos relevantes que estão sendo desenvolvidos rumo a um desenvolvimento mais sustentável”, apontou o diretor.

“Os verbos produzir e preservar podem e devem andar em conjunto. Trabalhamos com um agro muito positivo, e nossa cadeia de fornecedores comungam da mesma proposta que a companhia em torno da sustentabilidade. As áreas disponíveis para o Agro atualmente já são suficientes para atender a demanda da população”, concluiu Leonardo, durante o Summit Agronegócio 2020.

Associado ao GTPS pelo Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), André Guimarães, defendeu também mais informação circulando sobre sustentabilidade e de forma direta. “Parem de falar siglas, o linguajar pode afastar pessoas. E é simples de explicar”, sinaliza André, fazendo referência aos termos complexos que praticam, quando tratam de sustentabilidade.

Sobre as relações comerciais e políticas no exterior André aponta como oportunidade. “Temos oportunidade para atrair capital, que ajude na equação climática. E temos ativo para pôr na mesa, nossas florestas nativas, presentes inclusive em propriedades rurais. Ficar discutindo sexo dos anjos não levará a lugar algum”, finalizou o representante do Ipam.

Diego Silva / Agro Agência Assessoria / (67) 99239-6369