Notícias GTPS
11.03.2021

O GIPS é a ferramenta da sustentabilidade para pecuária brasileira validada por toda cadeia

A discussão sobre sustentabilidade em curso atualmente envolve empresas, indústrias, produtores rurais e consumidores. Da mesma forma que a indústria de transformação, toda a cadeia da pecuária vem debatendo intensamente nos últimos anos sobre o tema.

Parte deste esforço resultou na criação do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável, o GTPS, em 2009 formado pelos principais agentes econômicos da produção, insumos e serviços, indústria, varejo e restaurantes, sociedade civil, instituições financeiras e de ensino e pesquisa.

Todos estes atores, juntos, concordaram no desenvolvimento de ferramentas para auxiliar na adoção de processos cada vez mais sustentáveis. Desta forma, foi criado o Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável – GIPS. Cerca de 50 marcas contribuíram para sua construção, que também objetivam evoluir a imagem positiva da pecuária, dentro e fora do país.

O GIPS é gratuito, voluntário, confidencial e auto declaratório. Trata-se de uma ferramenta inovadora, que tem por finalidade propor avanços estratégicos ao pecuarista brasileiro, através de indicadores baseados na legislação brasileira, protocolos de boas práticas e em princípios globais de sustentabilidade.

O GIPS aponta quais indicadores devem ser melhorados e sugere como isso pode ser feito, através do material de apoio e de relatórios individuais gerados pela plataforma, que o confirma como um instrumento de gestão e mensuração da sustentabilidade na pecuária.

O GTPS busca promover e apoiar ações da cadeia, destacando os produtores rurais que modernizam o processo de produção, com foco em uma pecuária de baixo carbono e, consequentemente, contribuindo para a adaptação e mitigação das mudanças climáticas.

Comunicação GTPS

Flávia Feris

comunicacao@gtps.org.br

+55 (11) 98945-5217