Notícias GTPS
19.11.2020

GTPS atualiza ferramenta de indicadores da pecuária sustentável

O GTPS – Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável – acaba de atualizar a ferramenta GIPS – Guia de Indicadores da Pecuária Sustentável – destinada ao setor produtivo, que tem por finalidade orientar o pecuarista sobre indicadores da sustentabilidade, dentro e fora da porteira. O lançamento da versão 2021 será no primeiro mês do próximo ano, contendo 35 indicadores, que auxiliarão o produtor rural a avaliar o nível de sustentabilidade da propriedade, junto de orientações para avançar no desenvolvimento de uma pecuária sustentável.

O GIPS passou por reformulação para tornar a linguagem mais acessível, objetiva e para facilitar o preenchimento, por parte dos pecuaristas. A edição atual, 2019, continuará disponível para as outras categorias da cadeia de valor da pecuária como indústrias, empresas do varejo e restaurantes, empresas de insumos e serviços, instituições financeiras e organizações da sociedade civil.

“O GIPS aponta quais indicadores devem ser melhorados e sugere como isso pode ser feito, com base na legislação brasileira, protocolos de boas práticas e em princípios globais de sustentabilidade, sendo um instrumento de gestão e mensuração para a pecuária”, explicou o presidente do GTPS, Caio Penido, ao assegurar que o programa é destinado tanto aos pecuaristas que acabaram de iniciar sua jornada, quanto aos que têm resultados para demonstrar. Os dados são confidenciais e os indicadores são aplicáveis a todos os elos da cadeia.

A edição que passou por reformulação possuía 44 indicadores para o setor produtivo. “Mantivemos na nova versão cinco questões relacionadas à gestão, cinco para o princípio de comunidades, sete para trabalhadores, nove para meio ambiente e outras nove para cadeia de valor. Aproveitamos para englobar novos temas, como inovação e tecnologia no princípio de cadeia de valor, e controle produtivo no princípio de gestão”, explica Stéphanie Ferreira, consultora do GIPS.

A ferramenta passou por atualização após quatro anos de sua primeira versão. “Consideramos necessária a otimização do GIPS de forma a torná-lo mais inclusivo, acessível, prático e objetivo, sem perder o conteúdo principal. Para chegarmos à nova versão, foi criado um grupo de trabalho contendo representantes de todas as categorias que enviaram suas considerações de ajustes e posteriormente validaram as alterações compiladas, além disso, também passamos o material por consulta pública e novos ajustes foram realizados e aprovados. Acreditamos que o GIPS edição 2021 terá muito a contribuir com a pecuária sustentável e mais pecuaristas estarão dispostos a inovar, a favor da sustentabilidade necessária para a atividade”, finaliza Stéphanie.

ResultadoConsultaGIPS

Diego Silva / Agro Agência Assessoria / (67) 99239-6369