GTPS construirá padrão para a pecuária sustentável

GTPS construirá padrão para a pecuária sustentável

Em Assembleia Geral Ordinária, realizada no dia 29 de abril em São Paulo, os associados do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS) definiram os fatores fundamentais para a criação de um Padrão de Pecuária Sustentável. O Padrão GTPS, como vai ser chamado, deverá fornecer orientações sobre sustentabilidade no setor e encorajar todos os elos da cadeia da pecuária bovina brasileira a melhorarem suas práticas, por meio de uma análise de desempenho.

O formato definido para o padrão é o de uma ferramenta de auto-avaliação, que contemplará uma abordagem gradual, nos diferentes estágios. O objetivo é identificar os pontos a serem desenvolvidos e melhorados, como por exemplo na gestão, recursos naturais, comunidades do entorno, bem estar animal e eficiência. “A auto-avaliação é aplicável em todos os elos da cadeia de valor da pecuária nacional e auditável, se for o caso. Mas também servirá como uma ferramenta para que cada elo avalie seu desempenho e, corrija alguns pontos e dissemine outros. Certamente teremos uma pecuária não apenas mais produtiva, como também mais rentável”, afirma Eduardo Bastos, presidente do GTPS.

A meta do Padrão GTPS é que até abril de 2015, sua versão final seja aprovada pelo grupo. Antes desse prazo haverá um cronograma pré-estabelecido, que inclui a formação da Comissão de Desenvolvimento do Padrão GTPS, que irá liderar todas as ações relacionadas e contará com o auxílio da Proforest, organização independente que apoia melhores formas de manejo dos recursos naturais mundiais, com foco em abordagens práticas para sustentabilidade. A Comissão será composta por dois representantes dos produtores, indústria, sociedade civil, instituições financeiras e comércio e serviços.

O cronograma inclui também dois períodos de consulta pública. Durante o primeiro período, associados do GTPS e outras partes interessadas serão convidados a testar o uso do Padrão como ferramenta de auto-avaliação e enviar seus comentários. Os projetos integrantes do Programa Pecuária Sustentável na Prática que conta com o co-financiamento do Farmer Support Programme (FSP) – fundo do governo holandês-  disponibilizado através da Fundação Solidaridad, serão os primeiros a testar no campo a aplicabilidade do padrão.

By | 2017-09-01T09:38:13+00:00 maio 5th, 2014|Notícias|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment