GTPS anuncia nova composição de governança

GTPS anuncia nova composição de governança

Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável elegeu nova Comissão Executiva, empossou o novo Conselho Fiscal e renovou 1/3 do Conselho Diretor

Em reunião do Conselho Diretor, realizada nesta terça-feira (03), o Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS) elegeu a nova Comissão Executiva. Caio Penido, pecuarista e membro do Conselho Administrativo do Grupo Roncador, assume a presidência do Grupo.
A nova Comissão também terá Leonardo Lima, Diretor de Sustentabilidade da Arcos Dourados na vice-presidência, e Breno Felix, Diretor de Operações e Inovação da Agrotools, como tesoureiro do GTPS. A nova comissão cumpre mandato até 2021.


O presidente eleito do GTPS, Caio Penido, aponta os desafios do Grupo de Trabalho na próxima gestão. “A cada ano o GTPS tem se mostrado um Grupo forte e muito relevante para a pecuária brasileira. O nosso plano de ações para os próximos três anos será trabalhar a união do grupo para propor soluções que atendam os interesses de toda a sociedade. Daremos continuidade as comissões do GTPS, discutindo a importância da disseminação de indicadores de uma pecuária sustentável, o alinhamento sobre o uso do solo e a disseminação dos conhecimentos relevantes ao setor. Precisamos propor soluções! A Comissão Executiva eleita sabe do tamanho de sua responsabilidade e por isso, precisa da união e empenho de todos os envolvidos para avançarmos nas melhorias continuas e promoção da cadeia como um todo”, ressalta Penido.

As Comissões de Trabalho do GTPS, criadas em 2018, são focadas em Engajamento para Melhoria Contínua, Conteúdo & Advocacy e Comunicação, e são coordenadas por Marcelo Stabile, do IPAM Amazônia, Ricardo Nissen, da CNA, e Bianca Nakamato, da ABIEC, respectivamente. O escopo de trabalho dos grupos é baseado nas linhas estratégicas da entidade: assistência técnica, adequação legal, articulação da cadeia, políticas públicas, rastreabilidade, mercado, informação e comunicação.

O GTPS também renovou o Conselho Diretor que passa ser constituido por: Antônio Pitangui de Salvo, da CNA, Nedson Pereira, do Novilho Precoce-MS, e Caio Penido, do Grupo Roncador, representando a categoria dos produtores. A classe das indústrias é composta por Taciano Custódio, da Minerva Foods, Leonel Almeida, da Marfrig, e Bianca Nakamato, da ABIEC. Na categoria insumos e serviços estão Mauríco Palma Nogueira, da Athenagro, Breno Felix, da Agrotools, e Zenaide Guerra, da DSM. Representando a sociedade civil atuarão Daniela Teston, da WWF, Joyce Brandão, do Solidaridad, e Pedro Burnier, da Amigos da Terra. Na categoria varejo e restaurantes estão Paulo Pianez, do Carrefour, Leonardo Lima, da Arcos Dorados, e João Schimansky Netto, da Norvida. Por fim, Álvaro Tosseto, do Banco do Brasil, Aline Aguiar, do Rabobank e Christopher Wells, do Santander, representam a classe de instituições financeiras. Já o novo Conselho Fiscal será composto por Sheila Guebara, da Elanco, Ruy Fachini Filho, da Famasul, e Bruno Andrade, da Assocon.

Nova Gestão

Caio Penido é graduado em Comunicação Social, produtor rural e membro do Conselho Administrativo do Grupo Roncador, complexo empresarial de sua família cujos negócios estão divididos em agricultura, pecuária e mineração, além de participações em outras companhias. É responsável por um núcleo de articulação no médio Araguaia Matogrossense onde lidera projetos de pecuária sustentável, emissões de carbono na produção de alimentos e meio ambiente. Penido também ocupa o cargo de Diretor do Instituto Mato-grossense da Carne (IMAC) e faz parte do Comitê da Estratégia PCI.

 

 

Leonardo Lima, é Diretor de Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dorados com mais de 30 anos de experiência em Gestão de Sistemas de Qualidade, Cadeia de alimentos e Sustentabilidade. Lidera os esforços da Companhia nesta área para a América Latina desde 2013. Antes de associar-se a Arcos Dorados, trabalhou para várias empresas do setor de bebidas e alimentos. Em associação com a FGV desenvolveu o MBA – Estratégias para o Desenvolvimento Sustentável na McDonald´s University em São Paulo.

 

 

Breno Felix, é sócio-diretor da AgroTools Gestão e Monitoramento GeoEspacial de Riscos, atua no desenvolvimento de ferramentas para o agronegócio tropical, aplicando geomática e inteligência territorial para análise, gestão e monitoramento da paisagem. Possui graduação em Zootecnia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp).

 

 

 

 

 

Sobre o GTPS
Em formato de Mesa Redonda, o Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS) é a primeira associação mundial sobre práticas sustentáveis na cadeia da carne bovina e referência para países como Estados Unidos, Canadá, Colômbia, Paraguai, Argentina e Austrália. O GTPS, formado por representantes de diferentes segmentos que integram a cadeia de valor da pecuária bovina no Brasil, tem como missão promover o desenvolvimento da pecuária sustentável por meio da articulação da cadeia, melhoria contínua e disseminação de informação.

Estão representados no GTPS produtores rurais de todos os estados do país, 73% dos abates do Serviço de Inspeção Federal (SIF) e 92% do volume das exportações de carne bovina. A instituição também tem representação de diversas ONG’s que atuam com responsabilidade socioambiental nas principais cadeias de commodities do agro no mundo, bem como de 70% do mercado brasileiro de insumos e serviços. Em 2016, mais de R$ 170 bilhões em crédito rural oferecido ao setor foram originários de instituições financeiras representadas no GTPS e mais de 2 milhões de pessoas são atendidas diariamente no Brasil por empresas de varejo que integram a mesa redonda.

 

By | 2018-07-04T17:41:40+00:00 julho 4th, 2018|GTPS NA MÍDIA, Notícias|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment