A importância do uso correto de antibióticos na produção animal

A importância do uso correto de antibióticos na produção animal

Por Sheila Guebara, coordenadora da da Aliança para o Uso Responsável de Antimicrobianos

Nos últimos anos, a resistência antimicrobiana vem se transformando em uma ameaça global à saúde humana e animal. Diante de um problema grave e silencioso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) tem adotado inúmeras estratégias de mitigação do problema, entre eles um Plano de Ação Global que inclui melhoras na qualidade dos programas de monitoramento da resistência e o fomento à criação de sistemas de vigilância harmonizados e padronizados mundialmente.

Os programas de monitoramento, tanto na medicina humana quanto na veterinária, são essenciais para rastrear o surgimento da resistência a antibióticos. Assim como a OMS, a Organização Mundial da Saúde Animal (OIE), também tem enfatizado a importância dos sistemas confiáveis e harmonizados de vigilância e coleta de dados — o que já começa a ser feito também no Brasil.

Lançada no início de setembro, a Aliança para o Uso Responsável de Antimicrobianos é uma articulação conjunta do setor produtivo criada com o objetivo de promover o uso responsável e racional dos agentes antimicrobianos no País. Entre as suas principais atribuições está justamente o mapeamento do uso de agentes antimicrobianos no Brasil através do Sistema de Coleta de Informações de Antimicrobianos (SCIA).

Com os dados em mãos, autoridades e o setor privado poderão entender melhor por que e quando os antibióticos são utilizados, quais são os produtos mais usados, compreender e mensurar o quanto é utilizado e, mais importante, comunicar suas ações de forma mais acertiva e transparente. O programa está alinhado à abordagem ‘One Health’, da OMS, que busca, através de um trabalho colaborativo entre setores humanos e veterinários, obter melhores resultados de saúde pública relacionados à segurança alimentar e o gerenciamento da resistência antimicrobiana.

É um dever ético de todos os envolvidos na cadeia de produção de proteína animal se preocupar com a saúde dos consumidores e a sanidade dos animais sob seus cuidados — e o uso de antimicrobianos tem papel fundamental neste processo. Esses produtos são usados no setor de produção de proteína animal para melhorar a saúde e o bem-estar dos animais, reduzindo o sofrimento e as mortes causadas por doenças passíveis de prevenção e tratamento.

O uso racional e responsável de agentes antimicrobianos também tem efeito positivo sobre a segurança alimentar, pois favorece o ingresso de animais saudáveis e seus derivados na etapa industrial da cadeia de produção, além de contribuírem para o equilíbrio ambiental, já que lotes saudáveis têm melhor desempenho e utilizam recursos naturais de maneira mais eficiente. Trata-se de uma tecnologia indispensável para a produção, mas que deve ser utilizado de forma responsável, sempre conforme a recomendação veterinária.

Em um momento de profundas transformações no setor de alimentos, a Aliança surge com o objetivo de difundir e fomentar as boas práticas que contribuam para o uso racional e responsável de antibióticos e a prevenção de doenças em animais, tendo como um de suas metas compartilhar conhecimento técnico e científico entre os diversos elos da cadeia. Vida longa à Aliança.

By | 2018-12-18T11:10:33+00:00 novembro 9th, 2018|GTPS NA MÍDIA, Notícias, Sem categoria|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment